ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA CARAPEBUS

CARAPEBUS LUTA, MARCA E CEDE EMPATE NOS ACRÉSCIMOS


25/09/2023 01:11 em Esportes

No gol do Rio São Paulo, aos 48 minutos, a bola saiu na linha de fundo

 

Por Arnaldo Garcia/Fotos Reprodução Tv Carapeba 

 

A falta de ritmo de jogo, por conta da falta de amistosos na pré-temporada, segue perseguindo o elenco da Carapebus e deixando o treinador Ronaldo Paixão sem a possibilidade de definir o melhor conjunto para iniciar as partidas. Neste domingo, diante do Rio São Paulo, contou com a presença de Gabriel Japa, uma entrada natural, e a de Cayck, que deu muita movimentação no segundo tempo contra o Belford Roxo. Mas, com tudo isso, mais uma vez a equipe merecia melhor sorte, pois ao marcar aos 38 minutos, levou o empate 10 depois, já nos acréscimos.

 

O jogo

 

Sempre propondo o jogo, a Carapebus foi superior durante toda a partida, mas não o suficiente para fazer os gols necessários na aplicada equipe do Rio São Paulo, parando sempre no bom goleiro Dudu. Do total da partida, houve pouco tempo de disputa, num jogo muito picotado pelo árbitro Victor Curvelo, que conseguiu desagradar “democratas” e “republicanos”, numa tarde muito infeliz. A Carapebus começou com um belo chute de Luan, aos 2 minutos, e defesa de Dudu. Houve mais dois bons momentos no primeiro tempo da partida, mas barrados pelo goleiro do Rio São Paulo.

No segundo tempo, a Carapebus voltou com mais gás e disposta a resolver a partida, pondo, inclusive, uma bola no travessão. Mas a abertura do placar só aconteceu aos 38 minutos, quando o comandante Ronaldo Paixão já tinha promovido todas as alterações, que deram muito certo, principalmente com Moisés e Rosinho, que incendiaram o confronto.

 

 Os gols

 

A rede balançou aos 38 minutos, quando Rosinho em jogada individual, pela esquerda, chegou à linha de fundo, após vencer três marcadores, cruzou no primeiro poste e encontrou LC, que percebeu a chegada do goleiro Dudu, após matar no peito, virou o corpo para colocar no ângulo direito do goleiro.

O empate surgiu 10 minutos depois num lance ilegal. A bola é esticada na ponta direita, o lateral Matheus acreditou e mesmo com a bola transpondo a linha de fundo, cruzou na área, o goleiro Bambu tentou espalmar e não foi efetivo. A bola sobra na cabeça do zagueiro Renan, que mandou para o fundo da rede.

A arbitragem

 

Numa quarta divisão raro será encontrar um árbitro de grande categoria, mas Victor Curvelo demonstrou está bem aquém da concorrida Série B2 do Estadual. Errou na interpretação, deixou de expulsar o atleta Paulo, do Rio São Paulo, após uma cotovelada no lateral direito Maiquinho. Deixou de dar cartão amarelo ao volante Igor Nistaldo, da Carapebus, após impedir um contra ataque e, principalmente, paralisou a partida em demasia, ou seja, picotou o jogo.

Para coroar a atuação infeliz ao extremo, foi vendido pelo seu assistente Lucas Damasceno, que mal colocado não viu a bola transpor a última linha, no cruzamento de Matheus para o gol de empate de Renan.

 

 Baixas

 

O zagueiro Mumu e o lateral Phelipy foram substituídos e serão avaliados nesta terça-feira, na apresentação para o início da semana do Bonsucesso. A boa notícia é que Rosinho entrou na partida, teve uma boa presença em campo e nada sentiu. Ronaldo deverá anunciar a terceira escalação diferente na partida de domingo, às 15h, no Leônidas da Silva , diante do Bonsucesso.

Resultados

 

Carapebus 1 x Rio São Paulo

Campo Grande 2 x 0 Búzios

Barra Mansa 1 x 2 Bonsucesso

São Cristóvão 5 x 0 Angra dos Reis

Rio de Janeiro 2 x 2 Zinzane

Mageense x Belford Roxo – Nesta segunda-feira (25)

 

Próxima rodada

 

Bonsucesso  x  Carapebus

Rio de Janeiro  x  Campo Grande

Rio São Paulo  x  Mageense

Angra dos Reis  x  Barra Mansa

Zinzane  x  São Cristóvão

Búzios  x  Rio São Paulo